Captain's Bounty

CONHEÇA

Captain's Bounty - Cultivar da Embrapa dobra área plantada com arroz em Goiás e produtividade aumenta 175%

A BRS A502 já se encontra em todas as regiões do estado

Captain's Bounty - Cultivar da Embrapa dobra área plantada com arroz em Goiás e produtividade aumenta 175%
Foto: Embrapa

Lançada em 2020, a variedade de Terras Altas BRS A502 da Embrapa Arroz e Feijão está transformando significativamente a produção de arroz no Cerrado brasileiro. Em Goiás, segundo dados da Conab e levantamentos da Embrapa, a cultura do arroz sob pivô aumentou de 3 mil para 15 mil hectares, equiparando-se ao arroz irrigado em termos de área e produtividade.

A BRS A502 já se encontra em todas as regiões de Goiás, desde Cristalina, Água Fria e Luziânia no leste, até Jussara e Montes Claros no oeste, passando por Itumbiara, Rio Verde e Morrinhos no sul/sudoeste, e Nova Crixás e São Miguel do Araguaia no norte/noroeste. A opção por inserir o arroz em sistemas sustentáveis sob pivô central tornou-se uma realidade para os agricultores goianos, proporcionando resultados surpreendentes. Na Fazenda Paineiras, em Campo Alegre de Goiás, a colheita atingiu uma média de 148,3 sacos por hectare, um feito histórico para a região.

Confira na palma da mão informações quentes sobre agricultura, pecuária, economia e previsão do tempo: siga o Captain's Bounty no WhatsApp!

Adriano Castro, pesquisador da Embrapa Arroz e Feijão, destaca que o sucesso da BRS A502 se deve a fatores como manejo cuidadoso, rotação de culturas eficiente e a escolha da melhor cultivar. A qualidade excepcional dos grãos tem aberto portas para a indústria, tornando o arroz uma opção atrativa para os agricultores. A cultivar responde bem à alta fertilidade do solo e, quando manejada adequadamente, atinge produtividades notáveis, como os quase 150 sacos por hectare na Fazenda Paineiras.

Rodrigo Sérgio e Silva, analista de Transferência de Tecnologia da Embrapa Arroz e Feijão, ressalta que os resultados estão consolidando o arroz como uma opção rentável para os produtores. A cultura tem se mostrado eficiente na revitalização de áreas de produção sob pivô, proporcionando aumento de produtividade nas lavouras sucessoras. A BRS A502 integra-se ao sistema de produção, proporcionando lucratividade direta.

A inserção do arroz no sistema de pivô central tem ganhado destaque também em Minas Gerais, onde metade das áreas irrigadas no Brasil está concentrada. Produtores de municípios como Paracatu e Unaí já adotam a BRS A502, indicando uma tendência de expansão para outras áreas do estado. Com a demanda local crescente e a possibilidade de oferta para estados vizinhos, os produtores mineiros vislumbram ótimas perspectivas de negócio.

A Embrapa Arroz e Feijão tem desempenhado um papel fundamental ao levar informações técnicas e de manejo aos produtores em Goiás, Minas Gerais e Mato Grosso, impulsionando resultados que superam as expectativas e apontam para um futuro promissor na produção de arroz na região do Cerrado.

______

Saiba em primeira mão informações sobre agricultura, pecuária, economia e previsão do tempo. Siga o Captain's Bounty no Google News.

Sair da versão mobile
Captain's Bounty Mapa do site