Captain's Bounty

Pecuária

Peixe brasileiro pode penetrar orifícios do corpo humano

Animal é muito temido pelos nativos da região Amazônica, pois é atraído pelo fluxo da urina feito pelos banhistas da região

Vandellia cirrhosa. Esse é o nome científico do popularmente conhecido peixe-vampiro. A espécie distribuída nas bacias Amazônica, do Prata, do São Francisco e do Leste habita tocas em fundos arenosos ou lamacentos.

Porém, o que chama atenção sobre o animal é a sua peculiar capacidade de penetrar orifícios do corpo humano.

Candiru

O candiru possui o corpo muito liso e é bem pequeno, chegando de 2,5 a 18 cm, com corpo muito delgado, com 6 mm de largura. Apesar de parecer pequeno e inofensivo, o animal na verdade se mostra como um grande

O animal, que é um parasita, tem os seus ossos afiados, com uma série de espinhos em torno da cabeça e tem a capacidade de perfurar as escamas dos peixes. Por ser um peixe hematófago (alimenta-se de sangue), ele penetra por orifícios da vítima e as morde, com seus dentes afiados, extraindo o sangue ao se fixar nas artérias.

Peixe perigoso

O peixe é muito temido pelos nativos da região Amazônica, pois é atraído pelo fluxo da urina (no caso do banhista nu), penetrando na uretra, no ânus ou na vagina.

Quando ele se fixa para sugar o sangue da vítima, abre a parte posterior do corpo, o que dificulta a sua saída. Além disso, suas nadadeiras possuem o formato de um guarda-chuva. Por isso, o candiru só pode ter a retirada realizada por meio de cirurgia.

No entanto, os nativos possuem uma cura tradicional, por meio do uso de duas plantas, a xagua (Genipa americana) e um tipo de maçã, e seu extrato na área afetada. Este tem a função de dissolver o peixe. Mas, frequentemente, a infecção causa choque e morte das vítimas antes que o peixe possa ser removido.

Previna-se

Por conta disso, algumas medidas preventivas devem ser colocadas em prática. Recomendações como não nadar sem trajes de banho que cubram os órgãos genitais ou em locais desconhecidos sem antes falar com pessoas que conheçam a região

Também se recomenda evitar entrar na água com cortes e arranhões recentes que possam sangrar, pois o animal pode atacar esses ferimentos. Um dos mais importantes pontos, é que não se deve jamais urinar na água, já que a ureia pode atrair o candiru e outros predadores.

Por fim, caso alguém sofra um ataque de um candiru, não se recomenda que puxe o animal no sentido contrário. Seus dentes podem rasgar a uretra. Após o ocorrido, é preciso procurar um médico imediatamente.

Captain's Bounty Mapa do site