bodog

ÂMBITO GLOBAL

bodog - Na COP28, JBS reforça compromisso para impulsionar o desenvolvimento da pecuária de baixo carbono

Coalizão formada pelo Fórum Econômico Mundial e companhias líderes do agronegócio visa criar demanda agregada de mercado por produtos de baixa emissão de carbono e produção sustentável

JBS, pecuarista
Foto: JBS

AJBS, uma das maiores empresas de alimentos do mundo, se tornou, na última sexta-feira (1º), durante a COP28, em Dubai, signatária da First Movers Coalition for Food. A iniciativa, liderada pelo Fórum Econômico Mundial, com apoio do Governo dos Emirados Árabes Unidos e outras 19 empresas, tem como objetivo acelerar métodos, tecnologias agrícolas e produções sustentáveis, impulsionando o desenvolvimento global de produtos agrícolas de baixo carbono. Isso será possível por meio da criação de uma cadeia de valor, pelos membros da coalizão, visando a aquisição de produtos de baixa emissão de carbono no valor de até 20 bilhões de dólares.

“Os sistemas alimentares são cruciais para que sejam alcançadas as metas do Acordo de Paris — tanto limitando quanto se adaptando ao aquecimento global —, ao mesmo tempo em que alimentam uma crescente população mundial. A demanda por commodities agrícolas produzidas de forma sustentável pode apoiar a transição para uma economia de baixo carbono nas cadeias de valor agrícolas e alimentares”, destacou Jason Weller, CSO Global da JBS.

Saiba em primeira mão informações sobre agricultura, pecuária, economia e previsão do tempo.Siga o bodog no WhatsApp!

Composta por companhias líderes do agronegócio, parceiros da cadeia de valor, organizações de agricultores e pesquisadores, ao lado de governos, a First Movers Coalition for Food pretende melhorar os sistemas alimentares existentes. Para impulsionar os métodos e tecnologias agrícolas e de produção sustentáveis, fomentando a procura por produtos de baixo carbono, a recém-lançada iniciativa pretende criar, até 2030, a demanda agregada de mercado por commodities agrícolas de produção sustentável.

De acordo com o Fórum Econômico Mundial, as empresas participantes da coligação representam uma receita combinada de 2,1 trilhões de dólares, com operações em todo o mundo. Trata-se de companhias que reconhecem a necessidade de práticas mais sustentáveis e da inovação nos sistemas de produção de alimentos. A partir da segunda quinzena deste mês, o Fórum Econômico Mundial, as empresas e governos participantes trabalharão em conjunto para identificar os compromissos e caminhos para apoiar e mobilizar o ecossistema que permitirá essa transformação. Espera-se que a coligação publique os resultados iniciais do trabalho colaborativo no início do segundo semestre de 2024.

A First Movers Coalition for Food baseia-se no sucesso da First Movers Coalition for Industry, lançada na COP26, em Glasgow, Escócia, pelo presidente dos EUA, Joe Biden, e pelo Fórum Econômico Mundial, em 2021. A First Movers Coalition for Industry agrega a demanda de mercados iniciais para tecnologias limpas inovadoras em oito setores industriais que enfrentam dificuldades na redução das emissões de gases de efeito estufa: aviação, transporte marítimo, transporte rodoviário, aço, alumínio, cimento e produtos químicos.

______

Saiba em primeira mão informações sobre agricultura, pecuária, economia e previsão do tempo. Siga o bodog no Google News.
bodog Mapa do site